Notícias

As novas Entrepreneurial Initiatives nascidas no Executive MBA AESE

Apresentação pública de planos de negócios

 

Lisboa, 5 de julho de 2019
Apresentação Pública
As novas Entrepreneurial Initiatives nascidas no Executive MBA AESE
O entusiasmo e a paixão sentidas pelo Professor Francisco Vieira, responsável pela área de empreendedorismo no Executve MBA, durante a defesa dos novos planos de negócio, são fatores que o levam a acreditar que serão alguns os projetos a passar do plano das ideias e a ver a luz do dia.
A sessão pública realizou-se a 5 de julho de 2019. Os grupos de trabalho dispuseram de cerca de 10 minutos para expor os seus negócios perante uma audiência constituída por investidores, business angels, por Alumni do Exceutive e seus convidados.
U CHEF 
A Uchef surge no cruzamento das necessidades do cliente moderno, procurando ao mesmo
tempo responder às suas preocupações com a saúde, a sustentabilidade, o ambiente e com o comércio justo, dado que visa apoiar o produtor local. É uma ideia empresarial que tem como objetivo explorar um mercado, elaboração e entrega de kits de alimentos para cozinhar receitas previamente escolhidas, que em Portugal não se encontra suficientemente desenvolvido, contudo existem exemplos de sucesso deste tipo de serviços em mercados internacionais. Concretamente, o mercado global desta categoria valia em 2017 2,5 mil milhões de dólares e projeta-se que venha a valer 8,9 mil milhões em 2025, traduzindo uma taxa de crescimento média anual de 17,15% (CAGR). A maior plataforma europeia – HelloFresh – de origem germânica, iniciou atividade em 2011, já angariou 364,5 milhões em rondas de investimento e tem atualmente um EV de 1,7 mil milhões.
Promotores | Gonçalo Magalhães Pedro, João Lima, João Rito, Paulo Moniz e Rui Pedro Pereira
SAFFRONGAL
A SaffronGal é uma Marca de Filamentos de Açafrão pertencente à empresa FarmGal, que
tenciona ser o first player na comercialização de uma especiaria designada mundialmente
por Red Gold, devido a estar valorizada como a especiaria mais cara do mundo. O negócio
da SaffronGal consiste na valorização de um produto produzido por diversos pequenos
produtores portugueses que têm dificuldade em realizar todo o processo de produção,
operação, marketing e vendas.
Essa valorização será baseada em 2 pilares estruturais: a Marca Portugal com produto 100% português e Marca Qualidade.
Sendo considerado um produto de luxo, a exigência do cliente é verdadeiramente alta, pelo
que a variável diferencial será a elevadíssima qualidade envolta num País. A oportunidade
para criar uma única marca de um único produto, produzido em inúmeras zonas do País, é
única.
A missão da SaffronGal é a comercialização de Filamentos de Açafrão produzidos em
Portugal de qualidade premium proveniente de agricultura biológica, a todos os
consumidores que valorizam a importância da alimentação para uma vida saudável.
Promotores | Carlos Mártires, Helena Melenberg, Miguel Graça Santos, Pedro Sales e 
Tiago Lopes Paulo
GRACE
Existe em Portugal um mercado para o segmento de moda que se estima que atinja os 677 Milhões
de Euros em 2022, muito impulsionado pelo crescimento do segmento de mulheres executivas,
que apreciam a comodidade e a exclusividade, assim como pelo crescimento de compras online,
que potencia os negócios assentes em plataformas digitais. Na Europa, este mercado tem um
potencial de aproximadamente 5,470 Milhões de Euros.
Explorando potencial deste mercado, o objetivo deste projeto é criação da marca de moda
feminina GRACE, cuja missão é a criação de coleções premium de blazers, calças e fatos
customizados por modelos, tecidos e tamanhos, com corte e design contemporâneo sem descurar
o clássico intemporal, para todas as mulheres independentemente da sua fisionomia.
Em resultado da análise efetuada com os pressupostos de pricing e de crescimento considerados,
podemos concluir que a GRACE é um projeto com boa viabilidade económico-financeira,
apresentando em um VAL a 5 anos de 236,123 Euros e uma TIR de 42.7.
O projeto tem uma configuração institucional de 5 sócios com áreas de especialização distintas e
complementares. A necessidade de fundos (a realizar por capitais próprios) para financiar o
investimento e os primeiros anos de atividade é de 125.000€, repartidos igualmente pelos 5
elementos.
Promotores | Bruno Oliveira, Maria do Rosário Sítima, Martim Stilwell, Sara Caetano e 
Susana Magalhães
MYLIFE
A MyLife é uma empresa portuguesa de base tecnológica e resulta do encontro e conjugação da vontade dos seus empreendedores que reúnem competências e experiência diversificadas nas áreas da saúde, sistemas de informação, área financeira, marketing e comunicação.
Num contexto de envelhecimento da população e de aumento da prevalência de doenças crónicas, conjugado com a elevada pressão sobre os recursos disponíveis para afetar aos cuidados de saúde, torna-se essencial redefinir a forma como se prestam cuidados, aproveitando a evolução da tecnologia e a digitalização das atividades.
A MyLife apresenta-se ao mercado com uma solução de monitorização permanente do estado de saúde, que permite o prognóstico de situações de risco potencial ou real de saúde, atuando de forma preditiva e despoletando uma intervenção adequada e personalizada.
O serviço é prestado através de um dispositivo médico em contacto direto com o corpo humano que fará a medição contínua dos sinais vitais e fisiológicos. Os dados recolhidos são acompanhados continuamente num centro de monitorização que emite alertas personalizados a cada utilizador, de acordo com um protocolo predefinido. O serviço não exige intervenção por parte do utilizador, isto é, basta ter o dispositivo em contacto com o corpo, e abrange um conjunto alargado de patologias, características que o diferenciam da atual oferta de mercado.
Promotores | Cláudia Rodrigues, Mauro Almeida, Miguel Constâncio, Nuno Torres e 
Paulo Espiga
MYLIFE
A MyLife é uma empresa portuguesa de base tecnológica e resulta do encontro e conjugação da vontade dos seus empreendedores que reúnem competências e experiência diversificadas nas áreas da saúde, sistemas de informação, área financeira, marketing e comunicação.
Num contexto de envelhecimento da população e de aumento da prevalência de doenças crónicas, conjugado com a elevada pressão sobre os recursos disponíveis para afetar aos cuidados de saúde, torna-se essencial redefinir a forma como se prestam cuidados, aproveitando a evolução da tecnologia e a digitalização das atividades.
A MyLife apresenta-se ao mercado com uma solução de monitorização permanente do estado de saúde, que permite o prognóstico de situações de risco potencial ou real de saúde, atuando de forma preditiva e despoletando uma intervenção adequada e personalizada.
O serviço é prestado através de um dispositivo médico em contacto direto com o corpo humano que fará a medição contínua dos sinais vitais e fisiológicos. Os dados recolhidos são acompanhados continuamente num centro de monitorização que emite alertas personalizados a cada utilizador, de acordo com um protocolo predefinido. O serviço não exige intervenção por parte do utilizador, isto é, basta ter o dispositivo em contacto com o corpo, e abrange um conjunto alargado de patologias, características que o diferenciam da atual oferta de mercado.
Promotores | Cláudia Rodrigues, Mauro Almeida, Miguel Constâncio, Nuno Torres e 
Paulo Espiga
PAR.KING
A Par.KING vai desenvolver uma solução com base numa Multisided Platform que
permita dar mais e melhores opções de estacionamento nos grandes centros urbanos.
Aos condutores aumentará as suas alternativas, eliminando a incerteza do
estacionamento através de um sistema de reservas.
Aos proprietários de lugares de estacionamento sejam individuais ou empresariais,
compromete-se a assegurar um rendimento adicional, sempre que os
estacionamentos não estejam a ser utilizados.
Para as empresas de comércio e serviços a Par.KING funcionará como um meio de
dinamização e promoção da sua actividade.
Pretendemos que a interacção com a aplicação Par.KING seja “seamless”, permitindo
a selecção e reserva do estacionamento em 3 simples clicks, com preço transparente
e fraccionamento ao minuto.
A Par.KING tem a ambição de ser uma referência no panorama das soluções de
mobilidade para os grandes centros urbanos.
Promotores | Dário Bastos Martins, Duarte Santos, Hugo Maia, Rafael Ribeiro e Sérgio Delgado
BKID
A bkid surgiu da necessidade de criação de uma plataforma que concentre várias
necessidades de vestuário infantil e juvenil em contexto escolar, preenchendo uma lacuna
existente no mercado para facilitar aos pais, trabalhadores ativos e com constrangimentos de
tempo, a aquisição destas peças de vestuário.
Neste sentido, o objetivo de negócio é a comercialização de uniformes escolares e roupa
para atividades extracurriculares para crianças entre 1 e 15 anos em Portugal através da
plataforma bkid. O serviço a prestar tem como objetivo ser de excelência em termos de
facilidade de utilização do site, pontualidade nas entregas, agilidade nas devoluções e
melhoria contínua dos processos.
A bkid é composta por 4 sócios fundadores que provêm de áreas de gestão e engenharia, têm
mais de 10 anos de experiência profissional e fizeram o XVII MBA da AESE Business School.
Promotores | Beatriz Ferreira dos Santos, Bruno Miguel Coelho, Inês Ferreira e Inês Magriço
E .DRONESCLU B
A e.DronesClub é um projeto desenvolvido no âmbito do Entrepreneurial Initiative do
XVII EMBA da AESE Business School. O objetivo proposto é a criação de um market
network, baseado numa plataforma digital, dedicada exclusivamente aos drones/
UAV1 (aeronaves não tripuladas, doravante designado por drones), compreendendo
um marketplace para produtos e serviços relacionados com este mercado e que crie
valor agilizando as relações entre os diferentes stakeholders, nomeadamente
clientes, fornecedores, operadores de drones e entidades institucionais.
De acordo com estudos da MarketsandMarkets2, o mercado mundial de produtos e
serviços de drones, hoje em dia, vale US$ 28 mil milhões e deverá crescer cerca de 4
vezes até 2025, quando se prevê atingir os US$ 116 mil milhões. Extrapolando para
Portugal, o mercado nacional vale atualmente € 70 milhões e deverá atingir € 259
milhões em 2025.
Promotores | Filipe Vilas-Boas, Joao Fonseca, Pedro Mendes, Rui Gonçalves

O entusiasmo e a paixão sentidas pelo Prof. Francisco Vieira, responsável pela área de empreendedorismo no Executive MBA AESE, durante a defesa dos novos planos de negócio, são fatores que o levam a acreditar que serão alguns os projetos a passar do plano das ideias e a ver a luz do dia.

A sessão pública realizou-se a 5 de julho de 2019. Os grupos de trabalho dispuseram de cerca de 10 minutos para expor os seus negócios perante uma audiência constituída por investidores, business angels, por Alumni do Executive e seus convidados.


UCHEF 
"A Uchef surge no cruzamento das necessidades do cliente moderno, procurando ao mesmo tempo responder às suas preocupações com a saúde, a sustentabilidade, o ambiente e com o comércio justo, dado que visa apoiar o produtor local. É uma ideia empresarial que tem como objetivo explorar um mercado, a elaboração e a entrega de kits de alimentos para cozinhar receitas previamente escolhidas, que em Portugal não se encontra suficientemente desenvolvido. Contudo, existem exemplos de sucesso deste tipo de serviços em mercados internacionais. Concretamente, o mercado global desta categoria valia em 2017, 2,5 mil milhões de dólares, e projeta-se que venha a valer 8,9 mil milhões em 2025, traduzindo uma taxa de crescimento média anual de 17,15 % (CAGR)." 
Promotores | Gonçalo Magalhães Pedro, João Lima, João Rito, Paulo Moniz e Rui Pedro Pereira


SAFFRONGAL
"A SaffronGal é uma Marca de Filamentos de Açafrão pertencente à empresa FarmGal, que tenciona ser o first player na comercialização de uma especiaria designada mundialmente por Red Gold, devido a estar valorizada como a especiaria mais cara do mundo. O negócio da SaffronGal consiste na valorização de um produto produzido por diversos pequenos produtores portugueses que têm dificuldade em realizar todo o processo de produção, operação, marketing e vendas. Essa valorização será baseada em 2 pilares estruturais: a Marca Portugal com produto 100 % português e a Marca Qualidade. Sendo considerado um produto de luxo, a exigência do cliente é verdadeiramente grande, pelo que a variável diferencial será a elevadíssima qualidade envolta num País. A oportunidade para criar uma única marca de um único produto, produzido em inúmeras zonas do País, é única. A missão da SaffronGal é a comercialização de Filamentos de Açafrão produzidos em Portugal de qualidade premium proveniente de agricultura biológica, a todos os consumidores que valorizam a importância da alimentação para uma vida saudável."
Promotores | Carlos Mártires, Helena Melenberg, Miguel Graça Santos, Pedro Sales e Tiago Lopes Paulo


GRACE
"Existe em Portugal um mercado para o segmento da moda que se estima possa atingir os 677 Milhões de Euros em 2022, muito impulsionado pelo crescimento do segmento de mulheres executivas, que apreciam a comodidade e a exclusividade, assim como pelo crescimento de compras online, que potencia os negócios assentes em plataformas digitais. Na Europa, este mercado tem um potencial de aproximadamente 5,470 Milhões de Euros. Explorando o potencial deste mercado, o objetivo deste projeto é a criação da marca de moda feminina GRACE, cuja missão é a criação de coleções premium de blazers, calças e fatos customizados por modelos, tecidos e tamanhos, com corte e design contemporâneo sem descurar o clássico intemporal, para todas as mulheres independentemente da sua fisionomia. Em resultado da análise efetuada com os pressupostos de pricing e de crescimento considerados, podemos concluir que a GRACE é um projeto com boa viabilidade económico-financeira, apresentando um VAL a 5 anos de 236,123 Euros e uma TIR de 42.7. O projeto tem uma configuração institucional de 5 sócios com áreas de especialização distintas e complementares. A necessidade de fundos (a realizar por capitais próprios) para financiar o investimento e os primeiros anos de atividade é de 125.000 €, repartidos igualmente pelos 5 elementos."
Promotores | Bruno Oliveira, Maria do Rosário Sítima, Martim Stilwell, Sara Caetano e Susana Magalhães


MYLIFE
"A MyLife é uma empresa portuguesa de base tecnológica e resulta do encontro e conjugação da vontade dos seus empreendedores que reúnem competências e experiência diversificadas nas áreas da saúde, sistemas de informação, área financeira, marketing e comunicação. Num contexto de envelhecimento da população e de aumento da prevalência de doenças crónicas, conjugado com a elevada pressão sobre os recursos disponíveis para afetar aos cuidados de saúde, torna-se essencial redefinir a forma como se prestam cuidados, aproveitando a evolução da tecnologia e a digitalização das atividades. A MyLife apresenta-se ao mercado com uma solução de monitorização permanente do estado de saúde, que permite o prognóstico de situações de risco potencial ou real de saúde, atuando de forma preditiva e despoletando uma intervenção adequada e personalizada. O serviço é prestado através de um dispositivo médico em contacto direto com o corpo humano que fará a medição contínua dos sinais vitais e fisiológicos. Os dados recolhidos são acompanhados continuamente num centro de monitorização que emite alertas personalizados a cada utilizador, de acordo com um protocolo predefinido. O serviço não exige intervenção por parte do utilizador, isto é, basta ter o dispositivo em contacto com o corpo, e abrange um conjunto alargado de patologias, caraterísticas que o diferenciam da atual oferta de mercado."
Promotores | Cláudia Rodrigues, Mauro Almeida, Miguel Constâncio, Nuno Torres e Paulo Espiga


PAR.KING
"A Par.KING vai desenvolver uma solução com base numa Multisided Platform que permita dar mais e melhores opções de estacionamento nos grandes centros urbanos. Aos condutores aumentará as suas alternativas, eliminando a incerteza do estacionamento através de um sistema de reservas. Aos proprietários de lugares de estacionamento, sejam individuais ou empresariais, compromete-se a assegurar um rendimento adicional, sempre que os estacionamentos não estejam a ser utilizados. Para as empresas de comércio e serviços, a Par.KING funcionará como um meio de dinamização e promoção da sua actividade. Pretendemos que a interação com a aplicação Par.KING seja “seamless”, permitindo a seleção e reserva do estacionamento em 3 simples cliques, com preço transparente e fracionamento ao minuto. A Par.KING tem a ambição de ser uma referência no panorama das soluções de mobilidade para os grandes centros urbanos."
Promotores | Dário Bastos Martins, Duarte Santos, Hugo Maia, Rafael Ribeiro e Sérgio Delgado


BKID

"A bkid surgiu da necessidade de criação de uma plataforma que concentre várias necessidades de vestuário infantil e juvenil em contexto escolar, preenchendo uma lacuna existente no mercado para facilitar aos pais, trabalhadores ativos e com constrangimentos de tempo, a aquisição destas peças de vestuário. Neste sentido, o objetivo de negócio é a comercialização de uniformes escolares e roupa para atividades extracurriculares para crianças entre 1 e 15 anos em Portugal através da plataforma bkid. O serviço a prestar tem como objetivo ser de excelência em termos de facilidade de utilização do site, pontualidade nas entregas, agilidade nas devoluções e melhoria contínua dos processos." 
Promotores | Beatriz Ferreira dos Santos, Bruno Miguel Coelho, Inês Ferreira e Inês Magriço


E .DRONESCLUB
"A e.DronesClub é um projeto desenvolvido no âmbito do Entrepreneurial Initiative do 17.º Executive MBA da AESE Business School. O objetivo proposto é a criação de um market network, baseado numa plataforma digital, dedicada exclusivamente aos drones/UAV1 (aeronaves não tripuladas, doravante designado por drones), compreendendo um marketplace para produtos e serviços relacionados com este mercado e que crie valor agilizando as relações entre os diferentes stakeholders, nomeadamente clientes, fornecedores, operadores de drones e entidades institucionais. De acordo com estudos da Markets and Markets 2, o mercado mundial de produtos e serviços de drones, hoje em dia, vale US$ 28 mil milhões e deverá crescer cerca de 4 vezes até 2025, quando se prevê que atinja os US$ 116 mil milhões. Extrapolando para Portugal, o mercado nacional vale atualmente € 70 milhões e deverá atingir € 259 milhões em 2025."
Promotores | Filipe Vilas-Boas, João Fonseca, Pedro Mendes, Rui Gonçalves