Notícias

Um guia para os cristãos no mundo

Apresentação do Manual da Doutrina Social da Igreja, de Monsenhor Martin Schlag

O Papa João Paulo II demonstrou em vida o desejo de um Compêndio sobre a Doutrina Social da Igreja, acompanhado por um catecismo. O primeiro foi publicado em 2005 e traduzido em 30 línguas, tornando-se num documento oficial. Todavia, o Catecismo não chegou a ser publicado. Monsenhor Martin Schlag, convidado da AESE, a 24 de maio de 2018, decidiu empreender essa obra, na medida em que como professor sentia necessidade desse Manual que sintetizasse de uma forma objetiva e incisiva as respostas às perguntas mais frequentes.

O Cardeal Peter Turkson, Presidente do Conselho Pontifício para a Paz e a Justiça, sugeriu a Monsenhor Schlag contemplar temas da atualidade como a bioética, a imigração e as redes sociais.

Numa entrevista da AESE, Monsenhor Martin Schlag destacou os principais pontos a ter em linha de conta para cristãos e não cristãos, isto é, pessoas de boa vontade, que queiram fazer bem o Bem.

Quais os valores que merecem atualmente ser mais reforçados no mundo dos negócios?
MMS: “Muitas vezes, CEOs e Líderes de negócios têm de tomar decisões difíceis, que podem magoar pessoas. Ainda assim, pode tentar fazer-se o melhor no sentido de ajudá-las e fazer o que tem de ser feito de uma forma humana. O guia reforça a ideia de trazer caridade também aos negócios, o que não é fácil nem obedece a fórmulas predefinidas. Parte de uma atitude do coração.”

Que sugestões gostaria de deixar aos Alumni da AESE sobre a vivência da Doutrina Social da Igreja no exercício das suas funções profissionais?  
MMS: “No limite, tudo tem a ver com comunicação: falar entre si, ouvir o outro, ser transparente. Tratando-se de pessoas, tem tudo a ver com confiança, quer pessoal quer organizacional. As empresas e as instituições têm de estar preparadas para que as decisões sejam bem tomadas. O processo de tomada de decisão deve ser transparente e as pessoas devem estar aptas a participar no plano horizontal e não somente vertical, de acordo com a hierarquia.”

Que sugestão gostaria de deixar aos Alumni AESE no desempenho das suas funções, atendendo aos ensinamentos da Doutrina Social da Igreja?
MMS: “Os líderes devem considerar sempre o triângulo, cujos vértices correspondem ao conhecimento, às competências e às virtudes. Os 3 pilares são necessários, apesar de existirem dirigentes muito competentes, mas menos aptos para lidar com pessoas; ou responsáveis muito cientes dos valores, mas com uma lacuna no que respeita a competências profissionais. A AESE ao privilegiar uma Formação integral, manifesta essa preocupação.”  

A sessão de apresentação do manual, fruto de uma parceria entre a AESE e a Princípia, prosseguiu com um colóquio alargado à audiência, que teve a oportunidade de ver os livros autografados pelo autor.