Eventos

<< Voltar

Quem matou Jesus

O mistério da Páscoa



Descrição

A descoberta do cadáver é o ponto de partida de qualquer romance policial. Os Evangelhos da paixão e morte de Jesus Cristo são também, à sua maneira, um romance policial. Ante o corpo morto de Jesus Cristo, não só a história como também a fé se sentem interpeladas: afinal, quem O matou?!

Há muito que a resposta que incriminava os judeus foi posta de parte, até porque não faz sentido responsabilizar por aquela morte todo o povo, a que aliás o próprio Cristo pertencia. Os romanos também não são resposta, não obstante a intervenção de Pôncio Pilatos. Caifás e o sinédrio consideraram-no blasfemo e réu de morte, mas não tinham poder para executar a pena capital. Herodes, tendo-O interrogado, não O condenou, devolvendo-O ao governador romano. Barrabás, que foi indultado em vez de Jesus, inocente foi da morte do nazareno. E Judas Iscariotes, que foi quem O entregou, traindo-O, ficou depois tão transtornado que se suicidou…

Se, para a história, são muitos os intervenientes na paixão e morte de Jesus Cristo, para a fé são muitos mais: todos os homens, sem outra exceção do que a imaculada! A não ser que – e esta é a última hipótese – Jesus se tenha matado a si mesmo: de facto, Ele disse que ninguém Lhe tirava a vida, mas que era Ele mesmo que por si próprio a dava (Jo 10, 18)!


Horário
18:00 | Acolhimento
18:15 | O mistério da Páscoa: Afinal, quem matou Jesus?
Conferência - Padre Gonçalo Portocarrero de Almada
19:15 | Santa Missa Oratório S. Josemaria
20:00 | Encerramento

Professores

Padre Gonçalo Portocarrero de Almada, Capelão da AESE

Metodologia

Conferência colóquio

Idiomas

Português

Locais
Lisboa

Data:

28 de março de 2018

Horário:

Das 18h00 às 20h00

Data limite:

27 de março de 2018

Preço:

Gratuito, mediante inscrição prévia.