GOS

Os destinatários deste Programa de Aperfeiçoamento são os Dirigentes de Instituições da Economia Social (IPSS, ONG’s, Misericórdias e outras instituições sem fins lucrativos) que pretendem melhorar a sua capacidade de decisão e a utilização das ferramentas de gestão. 
Verifica-se, com agrado, que o Programa GOS é fundamental para um funcionamento mais sustentado das organizações do Terceiro Sector. Por outro lado, instituições melhor geridas prestam uma ajuda mais eficaz junto das comunidades, sobretudo nesta fase em que as situações de pobreza, ou de risco de pobreza, têm aumentado significativamente. 
É uma excelente oportunidade para:
- reflectir sobre o aproveitamento eficiente dos recursos escassos de que a Instituição dispõe; 
- reajustar a estratégia para focar os objectivos da Instituição;
- encontrar formas de motivar mais eficazmente os colaboradores; e 
- melhorar capacidades de uma liderança efectiva. 
CONTEÚDOS:
As sessões abordarão os seguintes temas:
» Política de empresa;
» Factor Humano, Liderança e Ética;
» Contabilidade e Finanças;
» Marketing Social;
» Operações e Serviços;
» Economia Social;
» Fundraising;
»Gestão de Voluntários.



O GOS – Gestão das Organizações Sociais procura dar resposta a necessidades de formação em matérias de gestão, sentidas no setor de economia social.

É um Programa que resulta do protocolo entre a AESE, ENTRAJUDA, CNIS e Fundação Millenniumbcp. A AESE realiza, anualmente, 2 edições do GOS, uma em Lisboa e outra no Porto.



"Ser dirigente destas entidades reveste-se de uma necessidade de adequação de técnicas de liderança e gestão, em prol do bom desempenho das organizações, o qual inclui, evidentemente, a adequada produção de serviços e a satisfação de colaboradores e público-alvo. E um dirigente faz-se!"

Mensagem integral

Cátia Sá Guerreiro
Diretora do GOS Lisboa


Casimiro Arsénio
Diretor do GOS Porto

 

Objetivos
O Programa GOS tem como objetivos-base:
• Promover a reflexão sobre o eficiente aproveitamento dos recursos
• Disponibilizar estratégias e ferramentas em matérias de motivação e gestão de equipas
• Criar no participante a salutar ambição de reajustar a estratégia organizacional aos objetivos da instituição.
O domínio de ferramentas de gestão é ainda uma carência significativa neste setor, pelo que o Programa de Gestão das Organizações Sociais surge para dar resposta a esta necessidade, bem como potenciar as capacidades de decisão e gestão dos dirigentes de entidades do Setor de Economia Social.


Temas abordados
Nas organizações, tal como nas empresas, as pessoas são a peça-chave para concretizar a missão institucional. Nesse sentido, o Programa proporciona ferramentas para motivar de forma mais eficaz os colaboradores e melhorar a capacidade de liderança efetiva dos dirigentes.

  • Política de Empresa e Organização
  • Contabilidade e finanças
  • Marketing e economia social
  • Fator humano, liderança e ética
  • Operações e serviços
  • Fundraising
  • Gestão de voluntários


Testemunhos

    

Outros testemunhos

"Cresci como pessoa.
O GOS é, sem dúvida, uma formação completa para quem está a gerir uma instituição."

 

Mariana Mira Delgado | Movimento Defesa da Vida


"O estudo de caso é um método facilitador e eficaz na reflexão individual e coletiva de temas absolutamente estruturantes para o sucesso das organizações do terceiro setor."

Hugo Tavares | INST. SEG. SOCIAL

"Depois do GOS tenho a certeza que é possível a organizações com poucos recursos capacitarem-se e, aos poucos e poucos, irem-se tornando melhores." 


Eugénia Ricciardi | Cáritas Diocesana


"Antes de mais, gostaria de salientar que adorei frequentar o 15º GOS Porto não só pelas diferentes instituições, pessoas que foram os meus colegas neste tempo mas sobretudo pelas temáticas e personalidades que nos guiaram nesta viagem, facultando não só ensinamentos mas acima de tudo, experiências de vida."

Sofia Gião | S. Tiago de Bougado


"Para estarmos bem preparados precisamos de investir,
precisamos de estudar e essa foi a excelência que eu encontrei no GOS."

Felipe Serrote | SCM de Portalegre
 

 


"O GOS foi uma experiência memorável, que para além de todo o enriquecimento académico proporcionado, levou a um enriquecimento emocional pela rede de contactos que se criou. Saio hoje mais completa, tanto a nível pessoal, como profissional."

Sofia Rebelo | Acolhe


Algumas insituições cujos dirigentes de topo já fizeram o GOS

ARCIL | ABRAÇO | ACEGE | ACREDITAR | AJUDA DE BERÇO | AJUDA DE MÃE | ÁLAMOS | ALDEIA CRIANÇAS SOS | AMI - ASSISTÊNCIA MÉDICA INTERNACIONAL | ANTDR - ASSOC. NAC. TUBERCULOSA E DOENÇAS RESPIRATÓRIAS | APCL - ASSOC. DE PARALISIA CEREBRAL DE LISBOA | APFN - ASSOC. PORT. DE FAMÍLIAS NUMEROSAS | APOIAR | APPACDM | APSA - ASS. PORT. SÍNDROME DE ASPERGER | ASCENDERE | ASSOCIAÇÃO VALE DE ACÓR | ASSOCIAÇÃO ESTER JANZ | ASSOCIAÇÃO PASSO A PASSO | ASSOCIAÇÃO QUANTUM SATIS | ASSOCIAÇÃO SOL. GAFANHA DO CARMO | ATL DA GALIZA | BANCO ALIMENTAR CONTRA A FOME | BANCO DO BEBÉ | C. S. PAROQUIAL SÃO ROMÃO DE CARNAXIDE | CADIN - CENTRO APOIO DES. INFANTIL | CARITAS DIOCESANA | CASA DOS RAPAZES - LAR DE CRIANÇAS E JOVENS | CASA PROTECÇÃO E AMPARO STO. ANTÓNIO | CENTRO DE PROMOÇÃO JUVENIL | CENTROS SOCIAIS E PAROQUIAIS DE VÁRIOS PONTOS DO PAÍS | CERCIOEIRAS | CERCIZIMBRA | CHAPITÔ - COLECTIVIDADE CULTURAL E RECREATIVA DE SANTA CATARINA | COMUNIDADE VIDA E PAZ | CORAÇÃO SEM FRONTEIRAS | CRESCER E SER - COOPERATIVA DE ENSINO, C.R.L. | CRINABEL | ENTRAJUDA - ASSOCIAÇÃO PARA O APOIO A INSTITUIÇÕES DE SOLIDARIEDADE SOCIAL | FEDERAÇÃO PORTUGUESA PELA VIDA | FLORINHAS DO VOUGA | FUNDAÇÃO AFID DIFERENÇA | FUNDAÇÃO CEBI | FUNDAÇÃO EVANGELIZAÇÃO E CULTURAS | FUNDAÇÃO INFANTIL RONALD MACDONALD | FUNDAÇÃO MARIA E OLIVEIRA | FUNDAÇÃO RUI OSÓRIO DE CASTRO | ISU - INST. DE SOLID. E COOP. UNIV. | JRS PORTUGAL - SERVIÇO JESUÍTA AOS REFUGIADOS - ASSOCIAÇÃO HUMANITÁRIA | LARES DA BOA VONTADE | MATERNIDADE ALFREDO DA COSTA | MIMAR | MISERICÓRDIAS DE VÁRIOS PONTOS DO PAÍS | MOVIMENTO DEFESA DA VIDA | NUCLISOL JEAN PIAGET | OBRA DA IMACULADA CONCEIÇÃO E STO. ANTÓNIO | OIKOS COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO | PONTO DE APOIO À VÍTIMA | SOC. S. VICENTE PAULO | SOCIEDADE ESPANHOLA DE BENEFICÊNCIA 

 

 
Parceria com a AESE

A ENTRAJUDA é uma instituição particular de solidariedade social, que visa apoiar outras instituições ao nível da organização e gestão, que considera como área estratégica da sua atividade, a formação destinada, sobretudo, a dirigentes, chefias e técnicos, ou seja, às pessoas incumbidas da gestão das instituições de solidariedade social e das relações com as pessoas carenciadas.


A CNIS é a organização confederada das instituições particulares de solidariedade social e tem por finalidade, entre outras, promover o desenvolvimento da ação das instituições particulares de solidariedade social, apoiar a cooperação entre as mesmas na realização dos respetivos fins e contribuir para o reforço da organização e do papel de intervenção das instituições particulares de solidariedade social no seio das comunidades.

A Fundação Millennium bcp, 
instituída pelo Banco Comercial Português, surge como reflexo da cultura de responsabilidade social do Banco. A Fundação Millenium bcp considera importante proporcionar condições para que as instituições que integram o Terceiro Setor, chamadas a um cada vez maior protagonismo, o possam desempenhar de forma eficaz e eficiente.


Contactos
Lisboa | Catarina Lourenço
Tel. (+351) 217 221 530 | catarinaigl@aese.pt 


Porto | Casimiro Arsénio
Telem. (+351) 939 939 607 | casimiro.arsenio@aese.pt

Inscreva-se aqui