Jorge Vaz

No início, questionava-me se valeria a pena o esforço de tantas deslocações a Lisboa, de sacrificar praticamente dois dias de atividade profissional por semana, durante seis meses, de abdicar de grande parte do fim de semana para a preparação das aulas. Depois, o Método do Caso, por experiências anteriores, parecia-me pouco estimulante.

 

A verdade é que o PADE arrastou-me para um turbilhão de experiências inesquecíveis, em termos profissionais e humanos. Professores de eleição, enquadrados por uma direção do Programa serena, eficaz e disciplinadora, proporcionaram sessões de trabalho dinâmicas, diferentes, divertidas e enriquecedoras.

 

Pelo Método do Caso são abordadas situações reais e atualizados conceitos. Aprendemos a decidir melhor. Em simultâneo, e com uma intensidade que pensava só possível na juventude, criam-se laços sólidos de amizade entre todos os participantes.

 

No final, para além da nostalgia, a vontade de voltar. De voltar sempre.

 

 

Jorge Vaz

Administrador Financeiro do Grupo Catarino

35º PADE