Teresa Ponce Leão

TERESA PONCE DE LEÃO
PRESIDENTE DO CONSELHO 
DIRETIVO, LNEG
«A minha experiência no PADE foi algo que me permitiu crescer, como gestora e como ser humano com obrigação de se preocupar com a realidade do dia-a-dia e as dificuldades, tanto neste período tão adverso, como no enfrentar dos desafios que apresentam as empresas e as pessoas que nelas trabalham. A vida é feita de problemas. Os gestores têm a obrigação de orientar a sua resolução. O PADE dá-nos a abertura de visão, uma lente grande angular. Coloca-nos numa posição privilegiada para a consolidação da estruturação mental em soluções abrangentes. Foi o que recebemos do PADE, onde se juntou o contributo de docentes, discentes e elementos coordenadores, ajudando ao consolidar desta forma de estar e pensar.»

A minha experiência no PADE foi algo que me permitiu crescer, como gestora e como ser humano, tendo por obrigação preocupar-se com a realidade do dia a dia e as dificuldades, tanto neste período tão adverso, como no enfrentar dos desafios que apresentam as empresas e as pessoas que nelas trabalham. A vida é feita de problemas. Os gestores têm a obrigação de orientar a sua resolução. O PADE dá-nos a abertura de visão, uma lente grande angular. Coloca-nos numa posição privilegiada para a consolidação da estruturação mental em soluções abrangentes. Foi o que recebemos do PADE, onde se juntou o contributo de docentes, discentes e elementos coordenadores, ajudando ao consolidar desta forma de estar e pensar.



Teresa Ponce Leão
Presidente do Conselho Diretivo do LNEG