Aurélio Rodrigues

“A frequência do PADIS, apesar de ocorrer numa fase do ano bastante comprometida no processo de gestão das nossas organizações, constituiu uma experiência de abordagem de modelos inovadores de gestão e de análise de experiências que ousaram estabelecer a rutura com processos convencionais, cuja repercussão nos formandos é incontornável, parecendo-me que nenhum sai do PADIS como estava no dia de início. O PADIS teve sobre cada participante uma influência duplamente benéfica, afetando-nos tanto ao nível das competências como dos comportamentos. Mas o facto a que me apraz dar mais realce, é a mensagem humanista subjacente ao espírito do PADIS, pelo qual somos compelidos a ter sempre presente os valores humanos nas decisões de gestão. A gestão deve focalizar-se para os resultados, onde lideram os de valor humano!”


Aurélio Rodrigues
Presidente do Conselho de Administração do Hospital do Arcebispo João Crisóstomo