Bugalho de Almeida

A decisão de me inscrever no II PADIS teve uma dupla fundamentação: primeiro, por me encontrar a dirigir um serviço de ação médica com alguma dimensão – 8 unidades funcionais, no qual desenvolvem a sua atividade 160 profissionais, e que tem um custo de exploração superior a €11 milhões; em segundo lugar, por sentir carências na gestão de unidades de saúde, particularmente em face das solicitações e exigências introduzidas pela recente legislação sobre gestão hospitalar.

 

É neste contexto que recebi, em boa hora, o anúncio da realização do II PADIS. Os objetivos e conteúdos eram aliciantes, embora nos últimos se destacassem áreas "assustadoras", como os sistemas de controlo e finanças.

 

Criada a expectativa da melhoria da minha capacidade de direção, aceitei o desafio de regressar à situação de discente, numa área, até então, apenas aflorada por autodidatismo, que me iria consumir algum tempo.

 

Ao finalizar este Programa, não posso deixar de exprimir a minha enorme satisfação por o ter frequentado. Focarei, a este propósito, 3 pontos.

 

Primeiro, pela programação e organização das atividades. De facto, a metodologia utilizada (o Método do Caso) é a adequada, possibilitando o estudo e o conhecimento de situações reais, nas quais se aplicam os conceitos teóricos, desta forma mais facilmente apreendidos e assimilados; ou das quais também se inferem soluções eminentemente práticas, com inegável interesse para a minha atividade, muitas vezes resultantes de uma discussão orientada, mas muito viva e participada, em que o aporte das mais diversificadas experiências pessoais constitui uma indubitável valorização para todos.

 

Programação que é completada com conferências-colóquios de indiscutível interesse.

 

Em segundo lugar, salientamos o facto deste Programa ter um excelente corpo docente, cujos objetivos centrados nos discentes, nos possibilitam um enorme enriquecimento de conhecimentos. Capacidade, entusiasmo, interesse, competência são adjetivos, talvez insuficientes, qualificando este conjunto de Professores que tornam simples temas imaginados como inassimiláveis, e impercetível o passar do tempo.

 

Por último, mas para mim, igualmente, de inquestionável importância, destaco o extraordinário ambiente gerado entre todos os membros deste PADIS, que nos faz projetar, para além da sua conclusão, a continuidade do seu convívio.

 

 

Bugalho de Almeida

Diretor Clínico | Hospital Santa Maria