Licínio Oliveira de Carvalho

Alguém dizia que “sozinho corro mais depressa, mas em grupo chego mais longe”. A frequência do PADIS confirmou-me a afirmação. De facto, em função da estrutura do programa (muito bem preparado), do plano formativo (com conteúdos atuais, dinâmicos e complementares), do grupo de docentes (muito competentes e qualificados) e, por fim, do método utilizado (o método do caso), resulta um processo de formação e de aprendizagem altamente estimulante, envolvente e criativo, gerado pela interação do grupo no seu todo (professores e alunos).

O curso correu depressa, arrancando-nos o desenvolvimento da nossa capacidade de análise e de argumentação perante os casos de estudo, sempre sem resposta única que, como sabemos, são os casos que trabalhamos todos os dias nas nossas unidades hospitalares.

Sim, valeu a pena, sem dúvida.


Licínio Oliveira de Carvalho

Vogal Executivo do Centro Hospitalar de Leiria, EPE