Maria Fernanda Gíria

A frequência do PADIS confirmou de forma positiva as minhas expectativas. É um programa com uma vitalidade que contagia desde o primeiro momento.

 

A seleção das matérias – comportamento humano e ética nas organizações, sistemas de controlo e finanças, gestão de operações, inovação e tecnologia, sistemas de informação, direção comercial e política de empresa, comunicação interpessoal – para um programa de doze semanas, mostra-se a mais adequada às necessidades da Alta Direção de Instituições de Saúde.

 

Mas é o Método do Caso que constitui a riqueza do processo de aprendizagem. Através do estudo sistemático de diferentes casos – primeiro em casa, depois nos grupos de trabalho e, por fim, na aula - analisam-se problemas reais provenientes das mais diversas áreas, procuram-se soluções fundamentadas, confrontam-se e partilham-se pontos de vista , opiniões e experiências múltiplas. Deste modo, as matérias do programa são facilmente assimiladas, uma vez que é na concetualização teórica que se encontram os conhecimentos que fundamentam e consolidam as decisões a tomar, após a discussão e estudo dos casos.

 

Mas não é só a qualidade e adequação das componentes do programa associadas à metodologia do estudo do caso que surpreendem de forma tão positiva os participantes e são a razão do seu sucesso. É a forma como se vai afirmando o primado da dimensão humana nas empresas, organizações, nos negócios – pois estes, além de criarem valor para os seus donos, devem ainda ser geradores de valor para a sociedade.

 

A visita à Clínica Universitária de Navarra constitui um ponto importante do programa, dada a exemplaridade de modelo de organização, assim como no capítulo da investigação e desenvolvimento em que tem hoje um importante papel.

 

O PADIS transforma-se, assim, para os dirigentes que reúne durante doze semanas, num tempo de estudo, reflexão e aperfeiçoamento pessoal e profissional, fomentador de uma excelente e animada convivência entre todos, potenciando capacidades necessárias à promoção da mudança nas suas organizações ou empresas.

 

Isto só é conseguido porque a AESE reúne as condições e segue as metodologias certas para o sucesso de um programa como este – a qualidade dos professores, o trabalho de grupo, a organização, o edifício, as instalações, a atenção constante dada aos participantes pela direção e o apoio sempre presente do secretariado e de todo o pessoal.

 

 

Maria Fernanda Gíria

Administradora Hospitalar, Hospital D. Estefânia, CHLC | 6º PADIS