Purificação Gandra

Ao decidir aprofundar conhecimentos na área da gestão, deparei-me com uma oferta variada de escolas conceituadas. Ao analisar as diferentes opções de formação atual para dirigentes na área da saúde, a minha opção foi para o PADIS: a referência positiva e entusiasta de colegas, levaram a uma crescente curiosidade pela metodologia utilizada na AESE.

 

O processo de entrevista e seleção, conduzido pelo Dr. Fonseca Pires, foi decisivo na certeza de que o PADIS seria uma experiência diferente e envolvente, correspondendo à necessidade de formação sentida e aumentando a expectativa sobre o Método do Caso.

 

Todo o curso foi uma surpresa, superando em muito a simples formação de adultos. O Plano de Estudos, diversificado e com temas pertinentes e atuais, na área de Sistemas de Controlo de Gestão e Finanças, Gestão de Operações e Comportamento Humano e Ética, permitiu um aumento de conhecimentos e aquisição de novas competências essenciais na prática diária.

 

A metodologia do estudo do caso exigiu um empenhamento e disponibilidade pessoal que teve como consequência a perceção de aspetos importantes nas situações estudadas, contribuindo para uma análise diferente e sistemática de resolução de problemas.

 

A diversidade de formação e profissões na área da saúde dos discentes, permitiu obter um grupo muito interessante, com diferentes pontos de vista e uma troca de experiências que se revelou um dos aspetos mais enriquecedores do PADIS.

 

A equipa de docentes, muito entusiasta e profissional, transmitiu aos participantes uma dinâmica constante de aprendizagem, reflexão e participação. Muito agradável foi a participação de docentes espanhóis, com excelente comunicação, permitindo ter uma visão de realidades diferentes. Uma particular referência para as aulas dos Prof. Ramalho Fontes, Prof. João Martins da Cunha e Prof. Luís Calleja que, pelo seu dinamismo, marcaram positivamente as sessões apresentadas.

 

As conferências de personalidades convidadas foram sessões muito importantes e esclarecedoras, permitindo troca de ideias e processos de reflexão sobre temáticas atuais.

 

Um ponto alto do curso foi a visita à Clínica Universitária de Navarra, um centro de excelência na área da prestação de cuidados de saúde, um exemplo de como é possível centralizar os cuidados no utente e que seduz pela simpatia dos seus profissionais e pela qualidade dos seus serviços.

 

O espaço social para convívio do grupo contribuiu para criar laços de amizade, respeito e camaradagem entre discentes e docentes. Uma palavra especial para o excelente serviço de apoio (administrativo e restauração) que a AESE faz questão em oferecer aos seus alunos.

 

A duração de três meses possibilitou compatibilizar as funções profissionais com a frequência do PADIS, sem muito esforço. As horas gastas na leitura e análise dos casos tornaram-se um prazer pela diversidade das situações, muitas delas em diferentes setores de atividade da área da saúde.

 

O custo do PADIS é elevado, mas a formação de qualidade é uma necessidade e uma opção que devemos ter presente no desenvolvimento de competências profissionais.

 

Como o fizeram comigo, assim eu transmito a colegas e amigos: vale a pena fazer o PADIS, conhecer a AESE, e participar de um processo formativo na área da excelência.

 

 

Purificação Gandra

Enfermeira Diretora | Hospital de Santa Maria