António Torres Pereira

O meu objetivo ao fazer o PDE foi transformar-me num homem melhor. Foi um desafio para mim tentar tornar-me numa pessoa mais competente, principalmente com os outros. Trabalho com uma estrutura de 850 pessoas e, desde a primeira hora notei a transformação, principalmente na forma como abordo os problemas e na forma como os resolvo. Para vencer os desafios é bom vir aprender, ver, ouvir outras ideias, encarar o futuro de uma forma diferente, o que no fundo é aquilo que se faz no PDE. O programa foi desafiante, exigente e muito recompensador.
ANTÓNIO TORRES PEREIRA
DIRETOR DA UNIDADE DE HANDLING
DE LISBOA, PORTWAY
"O meu objetivo ao fazer o PDE foi transformar-me num homem melhor. Foi um desafio para mim tentar tornar-me numa pessoa mais competente, principalmente com os outros. Trabalho com uma estrutura de 850 pessoas e, desde a primeira hora que notei a transformação, principalmente na forma como abordo os problemas e na forma como os resolvo.

Para vencer os desafios é bom vir aprender, ver, ouvir outras ideias, encarar o futuro de uma forma diferente, o que no fundo é aquilo que se faz no PDE.

O programa foi desafiante, exigente e muito recompensador."



António Torres Pereira
Diretor da Unidade de Handling de Lisboa, PORTWAY