Gestão Geral

<< Voltar

Digital is reshaping healthcare


Descrição
Hoje, a saúde digital já é um dos pilares dos sistemas de saúde dos países desenvolvidos. A saúde digital utiliza tecnologias de informação e comunicação para desenvolver uma prática de cuidados de saúde mais rápida, mais eficiente, mais precisa e com redução de custos.
 
Assistimos a mudanças profundas: do paradigma da cura para o da prevenção, os dados como as novas drogas, a medicina de precisão personalizada, a monitorização e registo permanente, a alarmística online, o social comunity healthcare, etc.
 
Nos EUA o venture funding nesta área tem crescido 32% ao ano e estudos mostram impactos significativos: poupança entre 35-40% nos custos administrativos, 35-40% nos custos médicos e crescimento das receitas entre 20 a 30%.
 
Algumas expressões vão surgindo no dia a dia: big data, inteligência artificial, realidade virtual e realidade extendida, internet das coisas, telemonitorização e é importante saber o que significam. Mas, mais do que olhar para a tecnologia, é saber como resolvem problemas, criam experiências relevantes para os doentes, aceleram o crescimento dos prestadores de cuidados de saúde, criam resultados e ajudam a ter a informação certa, no local necessário, para o prestador correto, no momento certo.
 
Num contexto de vidas mais longas, restrições orçamentais e humanas, avanços na medicina e tecnologia, os fatores eficiência e inovação assumem um papel preponderante. Hoje é crítico abrir horizontes, conhecer experiências, dificuldades, tendências e resultados para saber como tirar partido da simbiose entre as tecnologias de informação, a comunicação e a saúde.
 
No Short Program iremos analisar e discutir estes temas através de casos reais e pela partilha de experiências de alguns convidados do setor.

Hoje, a saúde digital já é um dos pilares dos sistemas de saúde dos países desenvolvidos.
A saúde digital utiliza tecnologias de informação e comunicação para desenvolver uma prática de cuidados de saúde mais rápida, mais eficiente, mais precisa e com redução de custos. Assistimos a mudanças profundas: do paradigma da cura para o da prevenção, os dados como as novas drogas, a medicina de precisão personalizada, a monitorização e registo permanente, a alarmística online, o social comunity healthcare, etc. 

Nos EUA o venture funding nesta área tem crescido 32% ao ano e estudos mostram impactos significativos: poupança entre 35-40% nos custos administrativos, 35-40% nos custos médicos e crescimento das receitas entre 20 a 30%. Algumas expressões vão surgindo no dia a dia: big data, inteligência artificial, realidade virtual e realidade aumentada, internet das coisas, telemonitorização e é importante saber o que significam. Mas, mais do que olhar para a tecnologia, é saber como resolvem problemas, criam experiências relevantes para os doentes, aceleram o crescimento dos prestadores de cuidados de saúde, criam resultados e ajudam a ter a informação certa, no local necessário, para o prestador correto, no momento certo. 

Num contexto de vidas mais longas, restrições orçamentais e humanas, avanços na medicina e tecnologia, os fatores eficiência e inovação assumem um papel preponderante. Hoje é crítico abrir horizontes, conhecer experiências, dificuldades, tendências e resultados para saber como tirar partido da simbiose entre as tecnologias de informação, a comunicação e a saúde. 

No Short Program iremos analisar e discutir estes temas através de casos reais e pela partilha de experiências de alguns convidados do setor.

Destinatários
Executivos de topo ligados ao sector da saúde; consultores e investidores; responsáveis de inovação e digital; responsáveis de operações, área financeira ou de tecnologia.
 

Executivos de topo ligados ao sector da saúde; consultores e investidores; responsáveis de inovação e digital; responsáveis de operações, área financeira ou de tecnologia. 

Professores
Agostinho Abrunhosa, Professor de Operações e Inovação na AESE
Conferencistas convidados.

Agostinho Abrunhosa, Professor de Operações e Inovação na AESE
Conferencistas convidados.

Metodologia

Método do Caso e conferências-colóquio.

Idiomas

Português

Locais
Lisboa

Data:

16 de maio de 2019

Horário:

Dia completo

Data limite:

9 de maio de 2019

Preço:

Early bird até um mês antes da data de início do seminário | 384 €
Membros Agrupamento Alumni | € 384
Empresas patrocinadoras do Agrupamento de Alumni da AESE | € 384
Geral | 480 € 
Por cada três inscrições da mesma empresa, a terceira é gratuita. 
Não acumulável com outros descontos.

 

 

€ 384: Membros Agrupamento Alumni.
€ 384: Empresas patrocinadoras do Agrupamento de Alumni da AESE.
€ 480: Geral.
Por cada três inscrições da mesma empresa, a terceira é gratuita. 
Não acumulável com outros descontos.

Inscreva-se ›